CURITIBA - PR | PONTA GROSSA - PR | CAMPINAS - SP | BALNEÁRIO CAMBORIÚ - SC | PORTO ALEGRE - RS

Case Justiça Federal – Fortinet

Soluções Fortinet

Descrição do Projeto

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região é composto pelas seções Judiciárias do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Um dos principais objetivos do TRF é a pacificação dos conflitos que envolvem os cidadãos e a Administração Pública Federal, e também tem a missão de processar e julgar os chamados crimes federais, que atingem bens e interesses de qualquer um dos entes federais citados, além de outros crimes definidos na Constituição e na lei como sendo de sua competência (tráfico transnacional de drogas, contrabando e descaminho etc.).

Desafios: A rede SD-WAN da Justiça Federal precisava tornar-se mais segura, com um controle de acesso mais rigoroso e de fácil configuração e manutenção. Outra exigência estava no balanceamento com independência e flexibilidade de transmissão de dados das sedes com as subsedes, além de redundância e desempenho contínuos.

Soluções: A infraestrutura recebeu 6 concentradores multi-wan FortiGate® 100E, e 103 FortiGate® 30E para as subsedes judiciárias. Para o gerenciamento desta estrutura de segurança, foram adquiridos 3 FortiManager® VM. Além de oferecer aceleração de hardware para firewall de próxima geração (NGFW), o 100E executa controle de aplicação e de identidade, com execução de política baseada em dispositivo, fornecendo proteção granular e atualizações de segurança 24x7x365.

Benefícios: Estas soluções permitem a visualização qualificada da rede, relatórios customizados e acessíveis online. Oferecendo performance de 7,4 Gbps, as soluções Fortinet permitem alta disponibilidade entre as subsedes via VPN.

A instalação dos 103 FortiGate® 30E integraram também um conjunto de tecnologias de segurança como recursos de proteção contra ameaças avançadas e firewall a partir de um único dispositivo.

Detalhes do Projeto

  • Cliente Justiça Federal
  • Data 09/02/2018
  • Tags Fortinet, segurança digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo