Cadastre-se e fique por dentro das atualizações do nosso blog!

Seus dados estão seguros conosco

O que é termografia?

O que é termografia?

Qual a melhor forma de testar as pessoas sem que esse processo seja invasivo ou destrutivo, de algum modo? A melhor resposta para essa pergunta é a utilização da termografia, tecnologia que faz uso de equipamentos sensíveis à radiação infravermelha, como termovisores e radiômetros, por exemplo, para traçar o perfil térmico de uma superfície. 

Ou seja, com o uso de um instrumento termográfico é possível determinar a variação de temperatura de diferentes superfícies em um ambiente sem que ocorra a necessidade de ter contato físico. Assim, a partir de uma aferição, se cria o que chamamos de termograma ou imagem térmica, que demonstra a variação.

Deve ser ressaltado que para que seja realizado a análise termográfica é preciso que os equipamentos e sistemas, por exemplo, estejam em pleno funcionamento, para, dessa forma, o perfil térmico ficar completo e mais coerente com a realidade. Essa verificação também pode ser realizada com seres humanos.

Assim, veja a seguir a definição desse termo, o que são câmeras termográficas, vantagens desse tipo de equipamento e cenários de utilização. 

Conceito de termografia

Conceito de termografia

Como mencionado anteriormente neste artigo, a termografia nada mais é do que uma técnica que se utiliza do espectro infravermelho para proporcionar uma distinção de áreas de diferentes temperaturas. Assim, é possível mapear diferentes superfícies de modo a constatar variações de temperaturas.

O infravermelho, aliás, é uma frequência eletromagnética emitida por qualquer corpo, tendo a sua intensidade proporcional a sua temperatura, fazendo assim que seja possível a diferenciação. Com a captação dessas emissões, se formam os termogramas, que são as imagens técnicas que permitem a visualização da distribuição do calor da superfície que está sendo analisada.

Dessa forma, a depender dos equipamentos utilizados, é possível obter termogramas que demonstram faixas de temperatura que vão desde – 40ºC a 1500 ºC. Com isso, é possível detectar problemas que a olho nu não seria possível, evitando que ocorra situações indesejadas com determinados equipamentos de uma fábrica, por exemplo. 

Termografia na prática: câmeras termográficas

Conceito de termografia

Projetadas para ter a sua aplicação em ambientes internos e controlados, as câmeras termográficas, por mais que apresentem um alcance menor, quando comparada com as câmeras térmicas, por exemplo, consegue estabelecer uma maior acuracidade de aferição. Ou seja, apresentam uma capacidade de determinar a temperatura das superfícies com maior exatidão.

Para se ter uma ideia, esses modelos de câmera conseguem detectar temperaturas com uma margem de +- 0,3ºC, sendo que alguns equipamentos chegam até a emitir alarmes indicando pessoas que devem ser analisadas mais cuidadosamente devido à alta temperatura. Por serem utilizadas apenas para realizar triagem, não necessitam de licença.

Tipos de câmera termográfica 

Basicamente, uma câmera termográfica pode ser baseada na utilização de dois tipos de sensores, os refrigerados e os não refrigerados. Em comum, os dois sensores têm a funcionalidade de detectar variações de temperatura que qualquer corpo emita. E, sim, o nosso corpo emite radiação a todo momento. Assim, confira as diferenças dos sensores abaixo: 

  • Refrigerados – Por ficarem dentro de uma caixa selada sendo resfriados com nitrogênio, normalmente, os sensores refrigerados trabalham em temperaturas muito baixas, fazendo com que as imagens capturadas sejam de melhor resolução, mesmo que a grandes distâncias. 
  • Não refrigerados – Já os sensores não refrigerados, acabam sendo influenciados pela variação da resistência ou tensão do ambiente quando é aquecido pela radiação infravermelha. Mesmo, em diversos casos, não oferecendo uma boa resolução, as câmeras com esse tipo de sensor tem boa aceitação por ser mais barata. 

Cenários de utilização

Cenários de utilização

A termografia, através de equipamentos específicos para sua utilização, como as câmeras termográficas, por exemplo, tem utilidade e função em diferentes setores. Entre eles podemos citar desde a construção até a medicina e a indústria, passando também pelo processo de triagem de pessoas em ambientes controlados. 

Diante disso, fizemos abaixo uma relação com as principais atuações desses tipos de equipamentos:  

  • Análises médicas não invasivas;
  • Aquecimento de componentes elétricos com defeito;
  • Controle de qualidade em processos industriais;
  • Detecção de vazamentos e falhas dentro de ferramentas, tanques e paredes sem que seja preciso abrir ou quebrar nada;
  • Detecção de lesões por aumento de fluxo sanguíneo;
  • Manutenção preditiva de máquinario das mais diferentes áreas de trabalho e checagem de conexões irregulares;
  • Identificação de desequilíbrio de cargas em um sistema;
  • Prevenção contra incêndios, panes elétricas e sobre cargas de sistema. 

Benefícios 

Benefícios 

A termografia, de uma forma geral, agrega em aspectos de extrema importância para as diferentes áreas que ela é empregada. Assim, separamos abaixo os principais benefícios da aplicação desse tipo de tecnologia:  

  1. Segurança – Seja na detecção de problemas elétricos em uma indústria ou em uma avaliação médica, a tecnologia termográfica contribui para que todos os processos ocorram segurança necessária, uma vez que não é preciso contato direto com a superfície analisada para se conseguir ter a análise da situação. Assim, sem maiores transtornos, é possível identificar mais facilmente riscos potenciais para a empresa ou saúde da pessoa, por exemplo, prevenindo problemas futuros.
  1. Redução de custos – Considerando a área elétrica, a utilização de equipamentos termográficos permite que até os menores aspectos sejam analisados para saber se existe a possibilidade ou não de qualquer problema vir a surgir. Com isso, se tornar maior a possibilidade de identificação e solução de demandas antes que se tornem emergências, o que reduz consideravelmente os gastos e, em muitos casos, não exige que a produção da empresa seja pausada. Dessa forma, se aumenta a produtividade de um negócio e, por consequência, o fluxo de caixa.   
  1. Otimização de tempo – Além da redução de gastos, também perceptível um considerável ganho de tempo dentro de uma empresa ou negócio que usa esse tipo de tecnologia. Como mencionamos, checagens e manutenções que acontecem sem que ocorra a interrupção das operações normais de trabalho, fornecem a capacidade de resolver problemas sem a necessidade de parar ou diminuir o fluxo normal de trabalho, o que é excelente dentro da dinâmica do mercado atual. 

Quer saber mais sobre a termografia e como ela pode ajudar a sua empresa? Então, entre em contato agora com a gente e um dos nossos especialistas do setor terá o prazer de te explicar tudo. Clique aqui e comece o atendimento.  

banner sigma


(Visited 20 times, 1 visits today)