Cadastre-se e fique por dentro das atualizações do nosso blog!

Seus dados estão seguros conosco

Projeto de redes de uma empresa: Por onde começar

Projeto de redes de uma empresa: Por onde começar. Para quem planeja fazer com que o seu negócio tenha um crescimento acelerado a partir de 2019, é preciso começar a se adequar à nova realidade de competição dentro do mercado empresarial. Diante disso, uma das necessidades mais urgente e que merece uma grande atenção é o desenvolvimento do projeto de redes de uma empresa.

Você pode até não conhecer muito sobre esse tema em um primeiro momento, mas saiba desde já que uma rede estruturada é a base de uma corporação quando se trata da comunicação de dados. Sem a realização correta com equipamentos de qualidade dessa estruturação é comum que ocorram problemas na comunicação interna e até externa.

Por conta disso, neste artigo você vai encontrar algumas dicas sobre pontos essenciais para montar o projeto de redes de uma empresa de uma maneira eficaz e promover melhorias  na organização interna de um negócio. Dessa forma, continue a leitura e confira as ideias práticas para acertar em cheio quando for começar o seu projeto.  

O que é um projeto de rede empresarial?

O que é um projeto de rede empresarial?

Quando tratamos de uma rede empresarial estruturada estamos fazendo referência ao conjunto de computadores e notebooks ativos, além dos cabos que fazem as conexões dos equipamentos sincronicamente. Para que não exista perda de nenhum dado ou informação é fundamental que exista o seu perfeito funcionamento. 

Desta maneira, os equipamentos necessitam se comunicar internamente, tanto para compartilhar alguns dados internos como para compartilhar uma impressora, por exemplo. Com isso, imagine que para um computador X consiga acessar, ler, copiar e sobrescrever os dados do impressora Y, elas têm de estar na mesma rede.

Como fazer um projeto de redes de uma empresa?

Antes de começar a pensar em um projeto de redes de uma empresa, é preciso que você entenda que será preciso muito estudo para conseguir desenvolver o melhor sistema possível. Compreendido isso, veja abaixo 6 dicas para você conseguir montar uma rede empresarial estruturada. Confira!

1. Conheça a sua infraestrutura física e usuários da rede 

Conheça a sua infraestrutura física e usuários da rede

A primeira medida a ser tomada quando se pretende desenvolver e montar uma rede estruturada é conhecer bem o local de instalação. A partir da planta baixa do ambiente se torna possível ter uma visão mais geral de todo o espaço útil para ser utilizado, calculando as dimensões e materiais necessários para criar a rede de comunicação. 

Diante disso, também é preciso saber a quantidade de usuários que irão usar a rede e definir para qual capacidade ela deve ser projetada. Para tanto, você deve projetar o headcount da empresa, ou seja, o número de pessoas que irão utilizar a estrutura, levando em consideração a quantidade atual e a futura.

Com isso, para que esse planejamento seja feito sem a necessidade de um retrabalho futuro é necessário um alinhamento entre as áreas de Recursos Humanos e Estratégica da empresa. Por exemplo, se hoje uma empresa conta com 50 funcionários, mas pretende contratar mais 50 futuramente, deve-se trabalhar com um espaço de reserva. 

Desta maneira, o indicado seria construir uma rede com capacidade de até 110 pessoas, considerando uma margem de aproximadamente 10% de capacidade instalada.  

2. Infraestrutura elétrica 

Infraestrutura elétrica

O desenvolvimento do projeto de rede de uma empresa também deve considerar a instalação elétrica do ambiente, já que esse é um quesito básico para o seu funcionamento. Por conta disso, você deve prever que exista uma instalação elétrica de qualidade com, se possível, no-breaks exclusivos para os seus servidores, independentes do resto da empresa.

Para facilitar esse processo você pode contar com a ajuda de uma empresa especializada, ganhando tempo para outras atividades e diminuindo as chances de risco. 

3. Equipamentos necessários 

Equipamentos necessários

Após a definição das questões apresentadas nos tópico 1 e 2 deste artigo é possível partir para o cálculo da quantidade de insumos que serão necessários para montar as redes. Será preciso determinar a quantidade de metros de cabo de rede, switches, telas de computadores, mouses, teclados, além de outros aspectos que envolvem a rede.

Desse modo, é possível que ocorra a cotação de um orçamento dos equipamentos que serão utilizados de maneira mais assertiva, não comprando nada a mais ou a menos. 

4. Número de servidores necessários 

Número de servidores necessários

Nesse momento da execução do projeto de redes de uma empresa, chegou a hora de, baseado nas necessidades da empresa, determinar o número de servidores que será preciso utilizar. Para isso, é preciso conhecer quais e quantas tecnologias serão gerenciadas pela sua rede, como por exemplo, sistema de câmeras, Windows server, entre outros. 

Assim, você em conjunto com a área de tecnologia de informação da empresa, conseguiram compreender se será possível utilizar apenas uma servidor mais robusto, com a capacidade de colocação de várias tecnologias dentro dele, ou mais de um. 

5. Sistema de redundância 

Sistema de redundância

Qual equipamento ou sistema é propenso a algum tipo de problema ou falha, não é mesmo? E não entenda essas falhas apenas no seu momento de planejamento, mas também durante a sua execução e geradas por fatores externos, como um apagão ou falta de água no local em que seu negócio está localizada, por exemplo. 

Diante desse tipo de cenário, é importante sempre ter um plano B para garantir que a sua empresa continue funcionando mesmo com  possíveis falhas no sistema principal. Busque mapear as principais situações que podem atrapalhar a sua empresa e, em cima desse mapeamento, desenvolva planos de ação para cada problema.

Um exemplo prático para você entender melhor essa questão pode acontecer com empresas que atendem 24 horas. Nesses casos, é preciso ter um gerador de luz pronto para ser utilizado em casos de emergência e queda da energia da rede pública, por exemplo. 

6. Monitoramento e segurança da informação 

Monitoramento e segurança da informação 

Por último, mas não menos importante para um projeto de redes de uma empresa, também é de extrema importância ter atenção ao monitoramento da própria rede. Para que nada saia do controle é essencial que exista uma verificação constante dos serviços e funcionalidades da rede, como a sua estabilidade, por exemplo.

Com isso, caso algo não siga o planejado, o sistema de monitoramento aciona os  os planos de contingência, aqueles que foram estipulados na fase de sistemas de redundância. Em conjunto com esse monitoramento, após a instalação da rede também é preciso garantir a segurança das informações que passam pela rede estruturada.

Para isso, dentro dos serviços de segurança disponíveis, é imprescindível contar com um firewall corporativo, garantindo a aplicação correta das políticas de acesso e controle de consumo definidos. Além disso, também é obrigatório a instalação de um software de antivírus em cada um dos equipamentos. 

Conclusão  

Em suma, o projeto de redes de uma empresa deve levar em conta diversos aspectos do negócio, considerando desde a sua situação atual até o estágio em que se deseja chegar. Com isso, quer sempre garantir a segurança da redes de dados da sua empresa? Então, clique aqui e tenha acesso a uma solução de última geração. 

(Visited 733 times, 6 visits today)